Retratos de Eça de Queiroz

40514

"A Arte é tudo – tudo o resto é nada." – esta famosíssima afirmação de Eça, abundantemente citada quando se pretende acentuar o seu côté artiste e a vertente obsessivamente perfeccionista da sua escrita, permite abrir a reflexão sobre uma dimensão da obra queirosiana que me parece particularmente adequado evidenciar quando de comemora a efeméride da passagem de 100 anos sobre a sua morte – a perenidade.

Continuar...
 
O bom inverno

49157

Quando o narrador – um escritor frustrado e hipocondríaco – se desloca a Budapeste para um encontro literário, está longe de imaginar até onde a literatura o pode levar.

Continuar...
 
Catedral

32029

Raymond Carver disse que era possível «escrever sobre lugares-comuns, sobre coisas e objetos, usando lugares-comuns, mas também uma linguagem precisa, conferindo assim a estas coisas – uma cadeira, uma cortina, um garfo, uma pedra, um brinco de mulher – uma força e uma cintilação imensas».

Continuar...
 
O quê? A eternidade

26095

Nascida em 1903 numa família aristocrática de Bruxelas, Marguerite Yourcenar teve uma educação em que o estudo das línguas e das civilizações antigas ocupou um lugar preponderante.

Continuar...
 
Memórias póstumas de Brás Cubas

37489

Memórias Póstumas de Brás Cubas representa um marco decisivo tanto no desenvolvimento da obra do seu autor como na evolução da literatura brasileira. Rompendo com o estilo Romântico dos anteriores livros de Machado de Assis, é considerado o romance inaugural do Realismo brasileiro.

Continuar...
 


Pág. 1 de 4