Como Sobreviver a Portugal, Continuando a Ser Português PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

Como sobreviver art

A Biblioteca Municipal Eduardo Lourenço e a Livraria Jardim promovem, no dia 22 de Janeiro de 2015, às 18h00, na Sala Tempo e Poesia, a apresentação do livro "Como Sobreviver a Portugal, Continuando a Ser Português", de Gabriel Magalhães.

"Um ensaio provocatório. Uma análise impiedosa dos nossos defeitos. Uma obra polémica que não deixará ninguém indiferente, mas deixará cada um pensar sobre quem somos e, principalmente, quem queremos ser, como povo e como indivíduos.


Numa altura em que a troca de ideias se espartilha em um ou dois modelos oficiais de debate, Gabriel Magalhães expõe ideias com uma clareza, um desassombro e uma serenidade que nos faz acreditar que a liberdade de pensamento e opinião ainda existe e é praticável.
Este livro é um ensaio, no qual se reflecte sobre os actuais dramas da situação nacional, numa perspectiva que é, simultaneamente, crítica e optimista. Não estamos nem perante um doloroso hara-kiri português, nem diante de uma exaltação nacionalista acrítica.
Também não se trata de um trabalho académico. Pelo contrário, o texto viverá numa certa leveza, que não impede uma intenção de O ensaísta Gabriel Magalhães, que escreve normalmente sobre os portugueses para os estrangeiros, e que agora o faz directamente para os seus concidadãos, conversa e interpela directamente os leitores num tom directo, claro e conversável."(...)

 

 


Algumas notas sobre o autor:

Gabriel Magalhães nasceu em Luanda em 1965. Tendo vivido uma parte considerável da sua vida em Espanha, alguns dos seus trabalhos literários foram escritos em castelhano e publicados no país vizinho: estão neste caso as crónicas que aparecem mensalmente no diário "La Vanguardia", de Barcelona, e o ensaio "Los secretos de Portugal: peninsularidade iberismo".
É também autor dos romances: "Não Tenhas Medo do Escuro", uma obra que obteve o Prémio de Revelação da APE, "Planície de Espelhos" e "Madrugada na Tua Alma".
Para além da actividade literária, Gabriel Magalhães, é professor de literatura na Universidade da Beira Interior.