Minha Terra Alta de Azul e Neve
A autêntica beira PDF Versão para impressão

15085

Geograficamente, a província da Beira primitiva forma um todo distinto e completo. O seu terreno, compreendendo as partes de um todo bem definido, é caracterizado, no sentido Oeste-Leste, pelo maciço da Serra da Estrela, montes dos Arrassaios, das Fráguas e S. Cornélio, a ligar à Serra das Mesas (Foios), e prolongada, já em território espanhol, à Serra da Gata; a Sul, pela Serra da Gardunha, que entestando a Oeste com o maciço da Estrela, marcha paralelamente para Leste e se prolonga, pelas alturas de Penha Garcia e Monfortinho, às faldas do Jalama; e para Norte, pelas estribações da Estrela, que, ligando-se à Serra da Lapa, vão terminar em Numão junto ao Douro.

Continuar...
 
Gonçalo Valgôde | Menção Honrosa 4.º Lugar CNL PDF Versão para impressão

go CNL

Eu, Gonçalo Valgôde, participei no Concurso Nacional de Leitura, pela primeira vez, este ano. Foi uma experiência inesquecível e penso que deixei uma marca daquilo que sou. O melhor de tudo é que concorri e, como diz a t-shirt da 13.ª edição deste concurso: "Li – Concorri – Venci".
Na fase escolar, realizei uma prova sobre a obra Vem aí o Zé das moscas. Obtive uma pontuação de 100%, passando à fase Municipal. De seguida, à Intermunicipal.

Continuar...
 
Pinharanda Gomes VII PDF Versão para impressão

22971

Nasci na fronteira, junto à raia. Meu berço foi uma aldeia povoada de contrabandistas, encravada nas furdes do selvagem nordeste beirão. Quantas vezes, em dichotes e graçolas, certa gente importante de outros sítios afirmava ser aquilo a «terra de ninguém»?

Continuar...
 
1 000 frases de Vergílio Ferreira PDF Versão para impressão

56408

A face do mundo é sempre igual a si mesma. Os rios correm sempre, as árvores dão os seus frutos e a s estrelas vivem eternamente pegadas ao céu. Os cantos das aves têm uma cor que não morre e a distância uma flor subtil de um perfume longo e doentio...

Continuar...
 
Cestos com Asas (I) PDF Versão para impressão

13857

3. Cestaria de Gonçalo (onde a terra acaba e as mãos começam)
Está por fazer a investigação e o estudo que a extraordinária produção de Gonçalo há muito justifica e exige. Desconhece-se em que circunstâncias ali se desenvolveu tão importante centro produtor de uma cestaria que se executa, sobretudo, em vime, mas onde o salgueiro já desempenhou um importante papel.

Continuar...