Minha Terra Alta de Azul e Neve
Eduardo Lourenço | Extrato de Europa desencantada II PDF Versão para impressão

10933

Fantasmagoria europeia: nós e a nova Espanha (I)

De repente, Portugal descobriu a Espanha. Podia ser uma excelente ocasião para se descobrir a si mesmo como naturalmente «hispânico», mas os sinais apontam para outra tentação. Ou antes, para o secular hábito que a nossa classe dirigente sempre teve de poder em paz consumir sem sobressaltos a magra herança do nosso exíguo jardim. Chama-se a isto patriotismo, nacionalismo, amor natural de preferência pelo que é nosso ou nós somos.

Continuar...
 
Gesta Nacional - 1974 - O 25 de Abril PDF Versão para impressão

15818P

Como se concebeu, imaginou, julgou,
E assim se descreveu o histórico momento.

É já de luz, de luz mais clara o novo dia!...
Um novo sol raiou, nova alvorada
Após a noite longa, inconsolada e fria,
A triste e sem luar, insignificativa,
Noite intranquila, escura,
A de ontem... já passada!...

Continuar...
 
Carta de agradecimento PDF Versão para impressão

13249 P

(Carta de Adolfo Simões Muller dirigida a Nuno de Montemor)

Devo-lhe, meu querido Nuno de Montemor, numerosíssimas provas de amizade. Se as quisesse recordar a todas, teria quase que contar as estrelas – e talvez houvesse necessidade, para me aproximar da conta verdadeira, de lhes juntar os satélites que os homens andam a colocar no céu quando seria preferível encherem a Terra de luz... mas adiante!

Continuar...
 
Da Guarda – um rebusco da memória PDF Versão para impressão

13172

(...)
Cheguei à Guarda logo depois da guerra, mas esta não nos livrou dos exercícios físicos militares bem tormentosos...
A Guarda era ao tempo um burgo muito reduzido, pouco passava além das muralhas, com o seu frio arrepiante e nevões abundantes e frequentes, às vezes à altura dos joelhos... E duravam dias sobre o solo!
Nesse ano, o primeiro que cá passei, houve um desses, respeitável, em 27 de Maio! De aterrar os mais valentes e para aprender bem a lição consolavam os recém-chegados soprando-lhes ao ouvido que até já nevara no S. João!

Continuar...
 
Os últimos dias de Franciscanos e Clarissas na Guarda (II) PDF Versão para impressão

13459

Em Maio veio o Decreto do 'Mata Frades'. Que bens? O imóvel do convento, depois quartel, foi avaliado em 2.000.000 reis. Neste valor incluía-se a casa adjacente, com escadinha para o largo, que não era da ordem Franciscana Regular, mas pertencia, de iure e de facto, à Ordem Terceira (secular) de S. Francisco, isto é, a uma associação de leigos que se orientava pela espiritualidade franciscana e recebia direcção espiritual dos conventuais.

Continuar...