António Leitão (1932 – ) PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

AntonioLeitao

 

Natural de Manteigas, possui o Curso de Teologia do Seminário do Patriarcado de Lisboa.
A sua escrita, a que se dedica desde jovem, é marcada pela formação religiosa e origem serrana. Por possuir mérito literário, foi antologiado por Natália Correia na "Antologia de poesia portuguesa erótica e satírica".
A sua obra poética enquadra-se numa linha de neorromantismo, de misticismo "régiano" e de um idealismo vago mas socialista.
Quase toda a temática se resume à ideia que da igualdade e do amor, entre pessoas, surgirá a felicidade.
A par da sua vida literária tem dedicado muito tempo à música, sendo autor de várias peças musicais, com realce para os Salmos Responsoriais e ainda como Maestro de vários orfeões.

 

Obras:

  • Esta voz que anda comigo
  • Chuva-cântico-esperança
  • Formas imperfeitas
  • Sabor a crime
  • Palmo a palmo
  • Verso reverso
  • O tempo e o sonho
  • Contos do velho moínho
  • Bola de fogo
  • Tufão e a raposa
  • A grande aventura de Tufão
  • Poios e prosa

 


Fonte:

  • ROMANA, José Manuel Trigo Mota da, 1942- Antologia de escritores da Guarda: século XII a XX / José Manuel Trigo Mota da Romana. - Guarda : Câmara Municipal, 2003.
  • http://cm-manteigas.pt/casa-do-tempo/
    • Consultado em 28 de junho de 2016